Traduções

Advice to a young tradesman / Conselho para um jovem negociante

CONSELHO A UM JOVEM NEGOCIANTE
Escrito em 1748. AO MEU AMIGO, A. B.
Assim como desejava isso de mim, escrevo-lhe as sugestões a seguir, que a mim serviram, e devem, se observadas, assim servir a você.
LEMBRE-SE que tempo é dinheiro. Aquele que consegue ganhar dez shillings por dia com seu trabalho, e vai passear, ou fica sentado ocioso metade do dia, apesar de gastar apenas seis pences durante sua diversão ou ociosidade, não devera  reconhecer essa como sua única despesa; ele na verdade gastou, ou antes jogou fora, 5 shillings adicionais.
Lembre-se que credito dinheiro. Se um homem deixa seu dinheiro ficar em minhas maos depois do tempo devido, dar-me-a o juro, ou tanto como eu posso fazer dele durante esse tempo. Isto atinge uma considerável soma aquele que tem bom e vasto crédito, e faz bom uso disto.
Lembre-se que o dinheiro possui natureza prolifica. O dinheiro pode criar dinheiro, e sua prole gerar mais, e assim por diante. Cinco shillings tornam-se seis; se torna novamente sete e três pence: e assim por diante ate se tornar cem pounds. Quanto mais tiver disso, mais isso será produzido a cada turno, assim o lucro aumenta mais e mais rápido. Aquele que mata uma porca prenhe, destrói toda sua prole até a milésima geração. Quem destrói uma moeda de cinco xelins, aniquila tudo o que poderia ter sido produzido com ela: muitas libras esterlinas.
Lembre-se que seis pounds por ano equivalem a um groat por dia. Por essa pequena soma (que acaba sendo desperdiçada diariamente em tempo ou despesas, despercebidamente) um homem de credito poderá, com sua segurança, ter a constante posse e uso de cem pounds. Boas reservas, ativamente aumentadas por um homem industrioso, produzem grandes vantagens.
Lembre-se deste ditado: ‘O bom pagador é senhor da carteira alheia.’ Aquele que é conhecido por pagar pontualmente e exatamente ao tempo do prometido, poderá a qualquer tempo, e em qualquer ocasião, levantar todo o dinheiro que seus parceiros podem dispor. Isso é por vezes de grande valia. Depois da industriosidade e frugalidade, nada contribui mais para a educação de um jovem para o mundo do que a pontualidade e justiça em todos os negócios: consequentemente nunca mantenha dinheiro emprestado uma hora além do tempo prometido, basta um descumprimento para perder a bolsa de seus amigos para sempre.
A mais insignificante ação que venha a afetar o credito de um homem deve ser considerada. O som do seu martelo às cinco da manha, ou as nove pela noite, ouvido pelo seu credor, o fara lhe conceder credito por mais seis meses; mas se ele o encontra na mesa do bilhar, ou escuta sua voz na
taverna, quando voce deveria estar ao trabalho, fará ele solicitar seu dinheiro no dia seguinte; o exigira antes que possa dele dispor.
Isto mostra, ainda, que esta consciente do que possui; isso o farácom que você aparente ser cuidadoso e honesto, o que ira aumentar ainda mais seu credito.
Cuide de saber de tudo que édono e possui, e de viver de acordo com isso. Esse é um erro que muitos que tem credito cometem. Para prevenir isso, mantenha a contabilidade, por um certo tempo, tanto de suas despesas, e de seus recebimentos. Se você analisar as contas primeiro, isso teráum bom efeito; irá descobrir como maravilhosamente pequenas e insignificantes despesas tornam-se somas grandes, e ira observar quais foram esses gastos, para no futuro economizar sem que isso cause maior inconveniência.
Resumindo, o caminho da riqueza, se você deseja isso, é tao claro quanto o caminho para o mercado. Isso depende basicamente em duas palavras: indústria e frugalidade; que são, não gaste nem tempo nem dinheiro, mas faca o melhor uso de ambos. Sem industria e frugalidade nada é feito, e com eles, tudo. Aquele que recebe tudo o que obtem honestamente, e guarda tudo o que recebe (excetuadas as despesas necessárias), irá certamente se tornar rico – se aquele Ser, que governa o mundo, e para quem todos devem buscar sua bênção em suas honestas pretensões, nao quiser em sua sabia providencia de outra forma determinar.
Um Velho Negociante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *